APRESENTAÇÃO

Inicialmente a área onde se situa o Município de Monte Castelo, juntamente com outros municípios da região norte catarinense, pertencia ao Estado do Paraná. Em 1917, foi estabelecido o Acordo de Limites entre os dois Estados, incorporando definitivamente à Santa Catarina a região oeste e os municípios de Mafra e Porto União.
Nessa época, o povoado de Rio das Antas passou a pertencer aos domínios do Município de Canoinhas, até a emancipação política de Papanduva, pela Lei Estadual n° 133 de 20 de dezembro de 1953, quando foi desmembrada juntamente com a área do novo município.
Em 1958, a Câmara Municipal de Papanduva editou a Resolução 48/58 de 09 de julho de 1958, que autoriza a criação do Distrito de Rio das Antas. Como já havia uma localidade com o mesmo nome na região do Vale do Rio do Peixe, pertencente ao Município de Videira, acontecia confusões com os serviços de correspondência. Como solução, alguns líderes políticos e comunitários reuniram-se, em 1959, para escolher outro nome para o distrito. Nesta época, pós II Guerra Mundial, o nome escolhido foi Monte Castelo, em homenagem aos brasileiros que obtiveram importante vitória na batalha e conquista de Monte Castelo, na Itália.
A emancipação distrital de Monte Castelo ocorreu pela Lei Estadual n° 375 de 12 de dezembro de 1958, sendo que em 08 de março de 1959 foi instalado o distrito.
Pela Lei Estadual n° 818, de 23 de abril de 1962, o Distrito de Monte Castelo foi elevado à categoria de município. Instalado em 15 de maio de 1962.